Smaller Default Larger

Voltar - Roterio

DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA

1. Documentos sem tradução

Em original sem tradução (estes documentos não serão sujeitos à transcrição junto às Prefeituras italianas). Os documentos serão apresentados sem alguma apostila ou autenticação, mas, no entanto, o Setor Consular se reserva no direito de, em casos particulares, pedir a autenticação da assinatura de quem emitiu a documentação.

  • Registro de Nascimento ("estratto dell’atto di nascita") do ascendente italiano que irá originar a cidadania, emitido pela autoridade civil da cidade onde ocorreu o nascimento (Comune Italiano). Caso o ascendente tenha nascido quando ainda não existiam os registros civis, apresentar a Certidão de Batismo (ou de Nascimento da igreja) emitida pela autoridade religiosa, com respectivo reconhecimento feito pela Cúria, e a carta resposta do Comune atestando que naquela data ainda não existiam registros.
  • Certidao de casamento do ascendente que casou na Itália, Registro de Casamento emitido pelo Comune italiano ("estratto dell’atto di matrimonio").

2. Documentos com tradução e apostila

Documentos de registro civil em inteiro teor, em original com firma reconhecida e tradução juramentada (estes atos serão sujeitos à transcrição junto às Prefeituras italianas), emitidos com não mais de 3 anos.

  • Certidões de Registro Civil, (nascimento e casamento) desde o ascendente italiano até os pais do descendente brasileiro candidato à cidadania. Exemplo: o cidadão italiano emigrou para o Brasil e casou-se aqui, então a documentação brasileira a ser apresentada inicia-se com a Certidão de Casamento. Na sequência vem a Certidão de Nascimento do filho nascido no Brasil, então a Certidão de Casamento deste último e assim em sequência de descendentes até os pais do último interessado.
  • Certidões do registro civil (nascimento e casamento) do candidato à cidadania e dos seus filhos menores de idade. 
  • Certidão Negativa de Naturalização, obtida mediante requerimento. Nesta certidão deverá constar o nome do ascendente italiano com todas as eventuais variações constantes nos demais registros brasileiros (ex: Giuseppe/José, Giovanni/João e também alterações no sobrenome). Se o ascendente ainda estiver vivo, é suficiente trazer a Carteira de Identidade para Estrangeiros (R.N.E.), modelo atual ou protocolo de recadastramento. Caso constar que o ascendente tenha se naturalizado, isto não prejudicará o direito à cidadania desde que a naturalização tenha ocorrido após o nascimento dos filhos.
  • Antes de iniciar o recolhimento dos documentos necessários, é indispensável conhecer exatamente a localidade de nascimento na Itália do antepassado que poderia transmitir a cidadania italiana. Caso não saiba a localidade exata do nascimento, ou mesmo, se souber apenas a Província ou Região (Estado), não é possível obter a Certidão de Nascimento exigida no ponto 1.1 e, portanto, não será possível iniciar o processo. Informa-se ainda que, para uma análise mais detalhada da documentação poderão ser solicitados outros documentos além daqueles acima mencionados, como, por exemplo, certificados de inteiro teor ou fotocópia da página original do Registro de Nascimento, Casamento e Óbito, certificado de desembarque, etc..

Siga-nos no

 GROUP PAGE TWITTER 

Receba nossa Newsletter!

Fale Conosco

com Skype

skype-green


por e-mail

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Serviços Utéis

Consulta Gratuita

consulta-gratuita-green


 Questionário

questionario-green-BR


Leis

   


 Glossário

glossario


Perguntas frequentes

~ MAPA DO SITE ~