Smaller Default Larger

Futebol

Montamos procesos de cidadania para jogadores de futebol discendentes de italianos.

Temos contactos com Clubes italianos de todos os níveis (Serie A - B - Lega Pro).

Nossa empresa, conta com uma equipe de advogados e agentes FIFA que trabalha para que os atletas e profissionais que representamos tenham as melhores oportunidades no mercado esportivo Italiano e Europeo. Gerenciamos a carreira de atletas profissionais, assim como atletas em formação.

Se você tem interesse em jogar na Itália e na Europa, por favor envia seu currículo aqui e tambem o link para seus vídeos na internet. Você será contactado após uma análise de nossa equipe.

RESTRIÇÕES DA UEFA E FIFA – COTAS DE ATLETAS ESTRANGEIROS


A invasão de jogadores estrangeiros preocupa o desenvolvimento do futebol europeu. Por mais que estrelas internacionais acrescentem em conceito, elas também reduzem o espaço para a oferta local de jovens talentos.

A intenção principal é mudar o foco dos dirigentes europeus e fazer com que eles passem a valorizar mais o produto formado dentro das fronteiras do país.

Com a medida, os clubes tendem a investir mais em suas bases, não só para terem jogadores que preencham sua própria cota mínima, mas também para formar jogadores que terão alto valor no mercado interno.

Neste sentido, os clubes europeus compreenderam a importância da medida e a aprovaram por unanimidade.

O presidente da FIFA, Blatter, defende a limitação de jogadores estrangeiros, mesmo que da União Europeia, em times europeus, e afirmou que está pronto a questionar a UE sobre o assunto.

Para tanto, ele quer estabelecer um limite de cinco jogadores estrangeiros entre os 11 que iniciam a partida, para permitir o desenvolvimento de jogadores nacionais.

Esta proposta contraria as regras da União Europeia que prevêem que um cidadão europeu pode trabalhar livremente em qualquer país do bloco.

Mas Blatter afirma que o futebol deve ser tratado de modo diferente: "Jogadores de futebol não são trabalhadores comuns. Você precisa de 11 para disputar uma partida. Eles estão mais para artistas do que trabalhadores".

A restrição é definida e regulamentada pela UEFA (União das Associações Europeias de Futebol) entidade que administra o futebol na Europa, a maioria dos países do Velho Mundo estipula uma cota máxima de atletas estrangeiros que poderão atuar nos clubes de futebol.

Diante das restrições estabelecidas pela UEFA e FIFA, recomendamos aos jogadores brasileiros que desejam atuar na Europa com mais facilidade, a obtenção da dupla cidadania.

Com o alcance da cidadania europeia, o atleta brasileiro poderá atuar em todos os países que fazem parte da comunidade europeia, sendo considerado um atleta comunitário.

Portanto, o atleta de futebol que possuir a dupla cidadania, associada a sua qualidade técnica e ao seu potencial, não terá maiores dificuldades e barreiras para atuar nos clubes de futebol europeus, pois ele não será considerado um estrangeiro.

Para tanto, conte com o nosso escritório de advocacia "Cidadania italiana assistência", para a obtenção do seu passaporte italiano. Oferecemos os nossos serviços, prestando assistência documental e jurídica juntamente com nossos parceiros no Brasil e no exterior, representando atletas de todas as modalidades esportivas, assessorando clubes, empresários e patrocinadores.

Siga-nos no

 GROUP PAGE TWITTER 

Receba nossa Newsletter!

Fale Conosco

com Skype

skype-green


por e-mail

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Serviços Utéis

Consulta Gratuita

consulta-gratuita-green


 Questionário

questionario-green-BR


Leis

   


 Glossário

glossario


Perguntas frequentes

~ MAPA DO SITE ~